“Untitled Film Stills”, série completa de Cindy Sherman, será exibida pela primeira vez no Reino Unido

0

Uma grande retrospectiva sobre o trabalho da artista percorre a sua produção desde a década de 1970 até os dias atuais

A série inovadora de Cindy Sherman, Untitled Film Stills (1977 a 1980), será apresentada ao público pela primeira vez no Reino Unido, em uma grande retrospectiva do trabalho da artista, na National Portrait Gallery, em Londres. Cindy Sherman, que será inaugurada em junho de 2019, explorará o desenvolvimento do trabalho de Sherman desde meados da década de 1970 até os dias atuais. A exposição contará com cerca de 180 obras de coleções públicas e privadas internacionais, assim como novos trabalhos, nunca antes exibidos em uma galeria pública.

Considerada como uma das principais artistas contemporâneas do mundo, Cindy Sherman (n. 1954) ganhou notoriedade pela série Untitled Film Stills, criada por ela pouco depois de se mudar para Nova York, em 1977. Composta por 70 imagens, a obra foi a primeira grande declaração artística de Sherman e definiu sua abordagem. Usando a si mesma como modelo, em uma variedade de trajes e penteados, suas imagens em preto e branco capturaram o visual de Hollywood dos anos 50 e 60, filmes noir, filmes B e filmes de arte europeus.

Fun with filters

A post shared by cindy sherman (@cindysherman) on

A exposição também contará com todas as cinco obras da série Cover Girl, concluídas quando ela era uma estudante, em 1976, e exibidas juntas pela primeira vez. Outros trabalhos importantes das séries mais importantes da artista serão mostrados, incluindo Rear Screen Projections, Centrefolds, History Portraits, Fairy Tales, Sex Pictures, Masks, Headshots, Clowns e Society Portraits. Em uma justaposição reveladora, o célebre retrato de Madame Moitessier, de Ingres, foi emprestado especialmente para a exposição e será exibido ao lado da versão de Sherman dessa pintura histórica.

A exposição terá foco na manipulação da própria aparência da artista e seu desdobramento de material derivado de uma variedade de fontes culturais, criando retratos imaginários que exploram a tensão entre fachada e identidade. Sherman é famosa por seu uso de maquiagem, fantasias, adereços e próteses para criar imagens fotográficas complexas e ambíguas. Uma gama de materiais oriundos de seu estúdio será exibida, para fornecer insights inéditos sobre seus processos de trabalho.

O tema central da exposição parte da citação de um filme de Alfred Hitchcock, que Sherman citou como uma influência importante: “Conte-me tudo o que você viu e o que você acha que significa”. Com base nela, a exposição examinará em detalhes a linguagem visual rica e variada de Sherman – que se baseia no cinema, na televisão, na publicidade e na moda.

Dr. Nicholas Cullinan, diretor da National Portrait Gallery, em Londres, diz: ‘Estamos muito satisfeitos em apresentar a série completa Untitled Film Stills pela primeira vez no Reino Unido, nesta grande retrospectiva, abrangendo mais de 40 anos de trabalho desta artista influente, celebrada internacionalmente, cujas fotografias parecem mais relevantes e proféticas do que nunca, em uma era de mídias sociais e selfies. Compreendendo os principais trabalhos da série mais importante de Sherman, juntamente com trabalhos novos e inéditos, a exposição colocará sua arte dentro do contexto do retrato, explorando a relação muitas vezes complexa e ambígua entre aparência e realidade.

Paul Moorhouse, curador da exposição, disse: “A arte de Cindy Sherman é completamente distinta. Ao inventar personagens fictícios e fotografar-se em situações imaginárias, ela habita um mundo de pura aparência. Nenhum outro artista interroga as ilusões apresentadas pela cultura moderna de maneira tão penetrante – ou examina de forma tão reveladora as fachadas que as pessoas adotam. Sondando a elusiva conexão entre aparência e significado, seu trabalho explora a vida contemporânea – e com a observação aguda expõe seus enganos”.

Share.

Leave A Reply